quinta-feira, maio 26

O que querem de fato as mulheres?

Pergunta tão questionada por Freud e por tantos outros homens em busca de entender este “universo misterioso” que é ser mulher. O que queremos? O que buscamos? Qual será nossa felicidade?
Rita Lee diz em sua música: Mulher é bicho esquisito sangra todo mês. Desculpe-me cara, Rita Lee, vou discordar um pouco de você. Mulher não é um bicho esquisito, e nem tem fases. Não somos luas! Nós mulheres queremos coisas simples. Queremos que numa tarde de sábado após fazer amor e perguntar ao nosso companheiro, (ai entra todo tipo de sinônimo), porque ele nos ama e não e ele diz simplesmente; Amo você porque amo. Ora! Queremos quando estivemos na tal da TPM, com o corpo inchado, o seios mal cabendo no sutiã e proferimos aquela frase que todo mulher diz: Meu bem, to uma baleia! E ele não diz nada ou então diz: Isto é coisa da tua cabeça. Queremos que ele diga: Meu amor, eu te amo e te admiro assim mesmo, minha baleiazinha!. Queremos ter alguém que no final do dia ligue para perguntar como foi o dia. Queremos ainda ser meretrizes para nossos maridos, namorados, amantes, (enfim, falei ainda pouco cabe aqui todos os sinônimos), e ao mesmo tempo santas. Queremos ser todas as mulheres, de Cleópatra á Dilma Rousseff. Queremos ser várias mulheres para um único homem. O problema é que os homens querem todas as mulheres. Não uma multi-woman.
Não precisamos ser decifradas, adivinhadas. Ei, queremos ser amadas unicamente. Queremos preparar almoços, jantares, lanches, mas queremos discutir Filosofia, Matemática, Literatura, Cinema, Economia e falar de novelas. Por que não? Queremos ser mães e ao mesmo tempo amantes, amigas. Queremos comprar lingerie não só para agradas aos homens, mas para nos sentimos desejadas, “gostosas”. Queremos sexo oral em toda relação. Não queremos pedir! Queremos que façam. E respeitem quando não queremos fazer o mesmo. Queremos que compreendam que ás vezes queremos só namorar, só ir ao cinema, tomar sorvete, ser tocadas no cabelo e escutar: Meu bem, suas unhas estão tão bonitas!
Queremos ainda mais ser respeitadas, quando não mais queremos uma relação e dizemos NÃO, sem precisar correr o risco de sermos violentadas, machucadas ou o pior, mortas por nossos namorados, maridos ou amantes. Não somos misteriosas, esfinges, ou medusas, temos sim um lado místico, como diz Clarissa Pinkola Èstes em seu livro: Mulheres que correm com os lobos, temos um self selvagem, uma ligação forte com a natureza, temos um sexto, um sétimo ou sei lá quantos sentidos, mas não somos bruxas. Queremos somente nos sentir plenas, queremos nos sentir felizes, queremos ser Mulheres. Talvez para resumir o que de fato nós mulheres queremos eu tentaria ilustrar como a imagem de um livro que li há tempos atrás de Marylin French: Mulheres

8 comentários:

Natan Castro disse...

Cris Lima você sabe tudo, diante das verdades do texto, só nos resta calar! adorei bjo e Abraço!!!

Anônimo disse...

Natan, não sei de tudo só quis expor o que sentia. Agora gostatia que as pessoas que gostassem comentassem porque e aqueles que não gosta, tambem expussem seus porquês. È facil dizer porque não gostou ,tem que fzer as criticas. Obrigada! Cris Lima

Anônimo disse...

Parabéns pelo texto Cris...mas, confesso que algumas vezes é assustador ler um texto tão parecido com os meus pensamentos...rsrsrs

Gostei do "Amor, adorei suas unhas", principalmente pelo saco que é ficas um tempo no salão ou fazendo as próprias unhas e não se ouvir um "ficou legal", nem que seja do amigo...rsrsrs

ARREBENTOU moça!

Mari Rodrigues

Anônimo disse...

Esse texto diz tudo e um pouco mais ... So bastaria agora os homens entenderem que queremos simplicidade e sinceridade... e muito amor em tudo!!!

Rose Batalha

Anônimo disse...

http://paulorios.org/2011/05/27/mas-afinal-o-que-querem-as-mulheres/
no blog do Paulo Rios escrito dia 27 de maio.

diego pires disse...

eu fico com meu silencio diante desse grito.

Anônimo disse...

Parabéns pelo artigo!Você consegue de forma clara e objetiva representar as necessidades que temos enquanto mulheres ainda que estejamos inseridas numa sociedade extremamente machista e hipócrita. Queremos coisas tão simples, mas às vezes se torna tão inalcançável principalmente quando buscamos isto no outro. Poxa! dá aquela decepção quando não conseguimos o q tanto queremos e buscamos, não é mesmo?Embora, nós mulheres, ñ sejamos auto-suficientes, acredito que antes de tudo devemos buscar em nós mesmas nossa felicidade e o que queremos, pois o verdadeiro segredo esta ai. Então, ñ busque o q vc quer somente no outro, mais sim, em si mesma.

Anônimo disse...

Não acredito que estejamos todas engrenadas em todos os parágrafo, talvez em parte deles, e algumas em nenhum. Mas essa antes de ser uma conquista social, é também individual, e nesse sentido, vamos caminhando, nós, mulheres!