quarta-feira, setembro 7

PAPO POÉTICO - 09 de Setembro de 2011

Olá, galera do PAPOÉTICO. Completamos no dia 25 de agosto 9 (nove) meses de debates (desde 25 de novembro de 2010), no Sebo do Chiquinho (CHICO DISCOS).  RUA DE SÃO JOÃO (ESQUINA COM RUA DOS AFOGADOS, ONDE TEM UM SEMÁFORO), 389 – A, ALTOS DO BANCO BOMSUCESSO, ENTRADA PELA RUA DE SÃO JOÃO.

Além de vender livros, Chiquinho vende CD'S. Funciona um barzinho com som de primeira. Papos sobre arte e cultura. Espaço para leituras de poesia, performances, leituras de trechos de contos e canjas musicais.

Nesta sexta-feira, 09 de setembro, às 19h30, no Papoético, Bate Papo
 AUDIOVISUAL ALTERNATIVO, com: CHRISTIAN CASELLI (Participante do Projeto Maranhão na Tela).
 
Christian Caselli fez direção, roteiro e edição de cerca de 30 clipes e curtas de baixo orçamento. Seu filme mais conhecido é O PARADOXO DA ESPERA DO ÔNIBUS, com mais de 450 mil acessos no Youtube, selecionado em cerca de 12 festivais e vencedor de 4 prêmios. Atualmente seu vídeo mais assistido é o doc PROIBIDO PARAR.

Outros prêmios: "Este Documentário" (Estímulo do Júri - Gramado Cine Vídeo 2003), "Automusic" (Edição no FAM - Florianópolis Audiovisual Mercosul 2005) e "Baiestorf: filmes de sangueira e mulher pelada" (Diretor e Contribuição à Linguagem Cinematográfica, no Recine 2006; Melhor Filme na 1ª Mostra de Cinema de Pitangui), "Suzy Brasil, a Deusa da Penha Circular" (melhor edição - Festival Guarnicê)

Ganhou sessões retrospectivas em festivais como os de SP, de Belo Horizonte, de Londrina, Festival Brasileiro de Cinema Universitário, Curta Santos, Trash (GO), além do programa "À meia-noite com Christian Caselli", em Santa Maria da Feira (Portugal). Trabalha na Mostra do Filme Livre (RJ) e no projeto Maranhão na Tela (MA), onde atua como professor de vídeo, artista videográfico (making ofs, vinhetas etc) e curador de curtas e longas-metragens.

Divulguem nos seus blogs e levem convidados.
Coordenação: Paulo Melo Sousa.
Fone: 88245662

3 comentários:

. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
. disse...

Senhores, é uma boa discutir, ou, ao menos, saber o que rola de produção na Ilha, ou lá fora. O que acontece, muito frequentemente, é que o que é feito e mostrado, aqui na província de Sarney, não é debatido e, em função disso, as pessoas perdem a capacidade crítica e se limitam àquele velho "falar mal" - fênomeno que acontece depois de qualquer evento, pois o que tem de crítico de alcova em São Luis, apenas as mesas de bar podem dar um testemunho exato.

Munam-se de seus comentários mais ácidos, dos seus elogios mais sedosos, das suas idéias menos elementares e nos encotremos lá, no Chico Discos!

Até
Igor

Alice Nascimento disse...

Não conheço, acredito nisso a princípio, esse lugar. É ótimo saber que existem espaços assim, melhor ainda é poder participar e interagir, o que infelizmente, no momento encontro-me impossibilitada, mas parabéns pela iniciativa!