sexta-feira, setembro 16

ILHA MARGINAL




Passando pela ponte política

Revejo milhões lameados

Debaixo de prédios de luxo



Na rua entorpecida

Entorpeço-me no semáforo da Cohab

Escuto. O não negativo do dedo polegar

Negando minha vida pequena



No ônibus da Maranhense

Vendo: Jujuba , Halls e Trident

Sem dente rio da desgraça da sorte do camelô na Rua Grande.

Gritando: DVD ! CD! È pirata!



Piro na insanidade quase louca dos casarões da Praia Grande

Pra turista gringo digitalizar

E o sorriso de satisfação revela a lava-racial

Da coreira em transe do Tambor de Crioula.



E, eu menino, moleque, pivete, trombadinha, cheira cola, ladrão - mirim

Dezenas de sinônimos da miséria-capital

Jogo meu corpo meio infantil

No Rio Anil

Pra sonhar com o entorpecente na ponte surreal

Da minha ilha Marginal.









Cris Lima.
Nascer do Sol na ponte José Sarney. Foto de Cris Lima.

8 comentários:

Anônimo disse...

sua poesia sempre dramática, quase histerica,
ilha marginal com certeza não é sinonimo de ilha rebelde.
é sinonimo mesmo de está a margem de algo.
algo que nem sei mais, somos orfãs.

diego

William Washington de Jesus disse...

Retrata muito bem a realidade da cidade de São Luís.
O Centro Histórico é o retrato do abandono que é tomado pelos excluídos da sociedade.
É o mendingo, bêbado, criança abandonada, usuários de drogas, ladrões, protistutas e outras categorias marginalizadas.
Parabéns pela poesia.

Anônimo disse...

Muito obrigada! è verdade é nossa ilha marginal , no sentido de ficar a margem de algo... Como os meninos queficam a margem de tudo, de nós...Cris

Anônimo disse...

para ler ouvindo César Teixeira.

Com afeto e pretensão,

Alberto

Anônimo disse...

Ilha Marginal!! esse caso de amor as avessas, Cris gostei.

Natan Castro.

. disse...

Esse negócio ponte José Sarney não desceu muito bem, Cris. Prefiro chamá-la de ponte DO SÂO FRANCISCO. Atravessá-la fica mais fácil assim...
abraço!
igor

Anônimo disse...

Acredita que nunca vi Tambor de Crioula (que eu me lembre)...acho que por isso esteja redescobrindo São Luis diante da marginalidade que a absorva. Abraços, Alice

Anônimo disse...

è fato que fica melhor São Franciso, mas há uma crítica por trás disto..srsr Obrigada! E Alice tu precisas sim, descobri nossa terra, nossas cores e sabores.Abraços! Cris