terça-feira, abril 2

Lenin Skin



É na tua pele
Que o suor da mente
Se extravia
Como uma moeda
No bueiro

É na manhã
Que leme e ski
Se encontram
Na pele sem poros
Na carne sem alma

É na tua mente
Que o pensamento pensa
Que é vento
Junto às nuvens ébrias
Junto aos oceanos virgens

É à noite
Que tua pele repele
O carinho órfão
E fere sem dó
O vento e o tufão

Nenhum comentário: